Tag: Oil

Hérnias da Parede Abdominal

Hernia da parede abdominal é definida como sendo a presença de um orifício patológico localizado na parede abdominal, seja ela anterior ou posterior, através do qual há a protrusão ou insinuação do conteúdo presente na cavidade abdominal, seja ele alças intestinais ou gordura abdominal.

Trata-se de uma afecção de elevada frequência na população geral, com sua incidência apresentando forte relação com a idade, chegando a um percentual em torno de 70%
dos homens acima dos 70anos.

Como surgem as hérnias inguinais? Os primeiros relatos desta patologia datam de períodos antes de cristo e o seu aparecimento possui relação com a evolução humana. A partir do momento em que o homem assume a postura bípede, inicia-se uma mudança profunda na relação de forças entre os órgãos intra-abdominais e a parede abdominal. Na posição quadrupede, esta pressão das vísceras contra a parede abdominal é dissipada em toda a extensão do abdômen, ao passo que, ao assumir a posição bípede, passa a haver uma concentração de pressão na região inferior do abdômen, movida pela força da gravidade. Justamente na região inferior do abdômen, principalmente nos homens, há um ponto de fragilidade chamado orifício inguinal, por onde ocorre a descida dos testículos da cavidade abdominal em direção à bolsa escrotal.

Essa pressão contínua leva, com o tempo, ao alargamento desse orifício possibilitando a protrusão do conteúdo abdominal através do mesmo.A principal manifestação clínica da hérnia é o abaulamento da região, em qualquer local da parede abdominal. Esse abaulamento pode ser doloroso ou indolor, redutível ou não redutível e tende a apresentar aumento progressivo de tamanho com o passar do tempo.As hérnias podem ser, quanto a sua localização na parede abdominal: umbilicais, inguinais, femorais, lombares ou ventrais (incisionais e epigástricas).

Importante salientar que, se não corrigida no momento adequado, algumas complicações podem ocorrer, sendo a mais comum o encarceramento da hérnia – situação definida como a protrusão não redutível do conteúdo através do orifício herniário. Como consequência do encarceramento, ocorre uma progressiva redução na irrigação sangüínea do conteúdo abdominal, em geral uma alça intestinal, culminando com o processo de necrose do segmento e perfuração da viscera, podendo levar a um quadro de infecção abdominal pelo vazamento de conteúdo pra fora da alça intestinal. Pelo elevado risco das complicações, além do risco relacionado ao procedimento cirúrgico de urgência, estabeleceu-se a seguinte premissa com relação as hérnias da parede abdominal: hérnia diagnosticada é hérnia tratada. O tratamento das hérnias da parede abdominal é cirúrgico e consiste no fechamento do defeito da parede. Esse fechamento pode ser feito de modo convencional através de um corte ou através de técnicas mais modernas e minimamente invasivas (laparoscópicas ou robóticas), com ou sem o uso de uma tela protética de reforço. Sem sombra de dúvidas, o tema hérnia é um dos mais frequentes no consultório, trazendo diariamente pacientes a procura de orientações e tratamento.

Dr. João Paulo Maciel, nascido em Salvador, formado há mais de 10 anos pela Universidade Federal da Bahia, trabalha na área do Aparelho Digestivo, com ampla experiência em Laparoscopia e diversas patologias.